Esqueça as revistas playboy ou os canais adultos que os nossos irmãos assistem escondido. Estamos falando de um tipo de conteúdo realmente voltado pensado para mentes e corpos femininos, que têm uma jornada sexual tão única.Listamos as melhores páginas de conteúdo erótico para mulheres, administradas por mulheres.

Se você estiver se perguntando qual é a diferença entre conteúdo erótico e pornô, a gente te esclarece: o termo “erótico" vem da palavra "erotismo" tem origem grega - erótikos, que por sua vez chegou no latim como eroticus, e significava algo que “tem amor, tem paixão ou desejo intenso". O cupido, aquele anjinho que atira flechas apaixonadas da mitologia romana, representa o deus do amor, Eros, na mitologia grega (daí, o termo erotismo).

Já pornografia vem do termo francês cunhado no século XIX pornographie, que tem origem no grego porné, que significa "prostituta", relacionando a palavra à ideia de comércio, visto que prostituta significa literalmente "mercadoria exposta".

Mesmo que exista essa distinção, e mesmo que a maioria das mulheres mantenha uma vida sexual ativa - 94,5% das mulheres no Brasil consideram sexo importante ou muito importante - ainda existem muitos tabus acerca da sexualidade feminina, o que acaba dificultando o processo de autoconhecimento de muitas mulheres.

Para além do valor que o sexo carrega na vida das mulheres, existe um tabu ainda maior: a masturbação. Apesar de que 74% das mulheres que se masturbam relatarem sempre ter orgasmos quando se tocam, apenas 40% das mulheres brasileiras dizem se masturbar. Pode parecer muito doido que, em pleno século XXI, muitas mulheres ainda desconhecem os benefícios da masturbação - para o corpo e para a mente -, mas é uma realidade.

Porém, na quarentena, com as medidas de distanciamento social, algumas coisas parecem ter mudado: o Brasil vendeu 1 milhão de vibradores nos dois primeiros meses de isolamento, e dados sobre a os gêneros literários de maior procura no Amazon apontam romance/erótico como o mais lucrativo em 2020, seguindo ainda a tendência lançada pelo sucesso estrondoso da saga 50 Tons de Cinza, de E.L. James.
Foto de Anna Shvets

Sendo assim, nós desbravamos o vasto mundo da internet e selecionamos algumas das páginas mais legais focadas em conteúdo erótico para mulheres para você se curar noites de insônia, diminuir os níveis de estresse ou apenas se manter inspirada. A melhor parte? Todas as fontes que listamos são administradas ou feitas por mulheres. Saca só.

  1. WetVividDreams

O WetVividDreams é uma página de contos eróticos no Instagram, que recentemente ganhou uma coluna no site da revista Glamour Brasil. A mente criativa por trás do wvd é a jornalista e escritora Paula Jacob, que iniciou o projeto durante a quarentena (olha só!), em 2020, trazendo ilustrações assinadas por Brunna Mancuso.

Conto Perto.Dentro, publicado no feed do perfil do Instagram do Wet Vivid Dreams, página de contos eróticos.
Trecho do conto Perto.Dentro, na página do Wet Vivid Dreams

No Instagram, os contos ganham vida em formato nativo para a rede social - vem em posts no feed, acompanhados por cores de verão ou ilustrações. Além disso, em parceria com a página @nuasisnuasis (nossa próxima dica), os contos também podem ser aproveitados em versão áudio, lidos e exibidos no podcast A Casa Nua.

2. Nuasis

A Nuasis é na verdade uma loja online de sextoys e objetos eróticos, mas eles oferecem uma gama de conteúdos eróticos gratuitos e de qualidade - newsletter, podcasts, playlists no spotify e um blog lindo cheio de textos relevantes para entretenimento ou reflexão.

O blog da Nuasis tem de tudo um pouco: contos eróticos, artigos opinativos, textos jornalísticos sobre saúde e até sugestão de livros ou filmes. Além disso, o perfil da página no Instagram é definitivamente uma que você deveria começar a seguir agora! É colorida, inspiradora e divertida.

Nua Journal Blog, no site da loja erótica de sextoys Nuasis.
Nua Journal, blog da loja online de sextoys Nuasis

A Nuasis foi fundada em 2016 pela publicitária Laura Magri, que foi pioneira ao inovar nos tipos de produtos eróticos oferecidos no mercado brasileiro, como sextoys produzidos em pedra e mármore.

3. Dipsea

Dipsea é definitivamente uma das nossas dicas preferidas! Pegando carona na tendência de conteúdo de áudio e no crescimento dos podcasts, Dipsea é um aplicativo que oferece contos eróticos em áudio, narrados por vozes diferentes, em histórias diferentes, escolhidas por você.

O aplicativo também tem uma vertente de bem-estar, com dicas de respiração, reflexões com coaches ou especialistas e oferecendo sessões de meditação sensual ou masturbações guiadas (narradas pelos tipos de vozes sensuais que a gente ama).

Aplicativo Dipsea, de conteúdo erótico em áudio Na imagem, a parte Wellness e Bedtime Stories..
O aplicativo Dipsea, de conteúdo erótico em formato áudio
Uma das partes mais legais do Dipsea é que ele oferece uma infinitude de histórias, que você pode escolher de acordo com o seu humor no momento - tem história pra te ajudar a dormir melhor, tem conto romântico, LGBTQI+ ou totalmente safado, daquelas do tipo que você adora pensar, mas nem sempre tem coragem de falar.

O app foi fundado por duas mulheres - a designer e estrategista de marca Gina e a engenheira de software e pesquisadora Faye. Só tem dois detalhes: primeiro, todo o conteúdo é em inglês, então você precisa dominar a língua para poder aproveitar ao máximo o conteúdo oferecido. Segundo, o aplicativo limita o número de histórias que você consegue ouvir de graça. Mas, mesmo assim, os contos disponibilizados gratuitamente toda semana já são super legais e valem a pena a experiência.

Por fim, a página do Dipsea no instagram é super bonita e você deveria começar a seguir agora.

4. XConfessions

Quantas mulheres você já ouviu falar que dirigem filmes eróticos? No mais, quantas mulheres você já ouviu falar que ganharam prêmios por filmes eróticos que tenham dirigido? Bem, a gente tem uma pra te apresentar: a sueca Erika Lust, diretora, roteirista e produtora de cinema adulto.

Aqui a gente já vai um pouquinho mais na direção do que é mais explícito, já que a Erika é considerada uma das pioneiras na chamada pornografia feminista. No seu projeto Xconfessions, ela divulga e cria filmes ou curta-metragens baseados nas confissões e desejos sexuais da sua comunidade. Qualquer pessoa pode enviar suas memórias, fantasias ou confissões, anonimamente ou não.

Publicação na página do instagram XConfessions. A imagem é uma mulher mordendo uma fruta.
Uma das confissões publicadas na página do Instagram do XConfessions

Se você quer ter um toque mais excitante no seu dia-a-dia, a página da série XConfessions no instagram é uma boa dica, já que é repleta de trechos das confissões e fantasias de pessoas reais, enviadas pela comunidade. Tudo acompanhado de conteúdo visual instigante, para incentivar a imaginação. Aqui, o conteúdo da página também é todo em inglês.

5. MeLambe

Você talvez conheça o MeLambe, mas se não conhece, comece a seguir agora! O perfil começou como um projeto pessoal da Laís Conter, que tinha como intenção criar posters para as redes sociais e para as ruas, para naturalizar a conversa sobre sexo no cotidiano.

Post no perfil do instagram Me Lambe. A imagem contém um texto da página Cinzas da Alma em formato cartaz virtual.
Texto e frases da @cinzasdaalma, publicadas em formato de cartaz virtual no perfil do Me Lambe


A página ficou famosa por postar cantadas e micro-contos eróticos de maneira super divertida. O perfil cresceu tanto que hoje possui site, podcasts, loja virtual e até organiza eventos. Além disso, a página tem uma rede de colaboradoras bem legal, fazendo com que a página ofereça uma grande diversidade de mentes criativas.

6. Lasciva Lua

Lasciva Lua é uma página administrada e criada por Lua Menezes, terapeuta sexual, escritora e especialista em sexualidade positiva. Lua é uma criadora de conteúdo nata: além da uma página no instagram super educativa e deliciosa (sim, isso mesmo) com conteúdos super ricos e entrevistas, ela também ministra cursos online sobre sexualidade feminina, retiros e workshops.

Post sobre Sexo e Meditação, publicado na página Lasciva Lua no instagram, administrada pela terapeuta sexual Lua Menezes.
Post da página Lasciva Lua no Instagram, administrada por Lua Menezes

A Lua também escreve contos eróticos e compartilha com a sua comunidade em formato newsletter ou áudio - já mencionamos que conteúdo de áudio é uma tendência, então claro que a terapeuta também oferece podcasts.

A página da Lasciva Lua no Instagram te responde tudo que você mais tem vontade de perguntar e muitas vezes não tem coragem.

7. Ana Canosa

Continuando na vibe conteúdo educativo, nossa última dica dessa lista é a psicóloga, educadora e terapeuta sexual Ana Canosa. A Ana, além de comunicadora e administradora de uma comunidade bem grande nas redes sociais, é também professora e coordenadora do curso de Educação e Terapia Sexual da Unisal, em São Paulo.

Ana Canosa
Ana Canosa

A psicóloga já publicou quatro livros relacionados à sexualidade e é criadora do podcast "Sexoterapia". No seu perfil no Instagram, a Ana foca em conteúdo educativo, esclarecedor e reflexões sobre sexo e sexualidade.


E aí, você já seguia algumas dessas páginas? Alguma outra página que você sugeriria? Conta pra gente!

Se você curtiu esse conteúdo e gostaria de saber mais sobre mulheres e sexualidade, clica aqui pra baixar o nosso e-book gratuito.